Páscoa chegando: Seis dicas de como manter a saúde dos dentes, mesmo com tanto chocolate

No período em que o consumo de doces aumenta, é preciso redobrar cuidados.

O período oficial do consumo de chocolates está chegando. Mas, manter a tradição de consumo na Páscoa requer alguns cuidados para evitar riscos à saúde dos dentes.

A dentista Alexandra de Queiroz, da Associação Odontológica de Ribeirão Preto (AORP), alerta que é preciso ter uma rotina de escovação antes, durante e depois do consumo de ovos de chocolate.
Com as crianças, então, o cuidado tem de ser redobrado. De acordo com a também dentista da AORP Eliane Gaspar, as cáries preferem dentes jovens – em geral, de até 20 anos. E o problema maior é quando não são tratadas, pois podem causar complicações.

Mas os adultos também devem se cuidar. A preocupação é a mesma, além dos problemas gengivais, que também são causados pelo consumo exagerado de açúcar.

Por isso, as dentistas Eliane e Alexandra deram dicas ao ACidade On sobre como manter a boca saudável durante a páscoa, confira.

Dentes saudáveis:
Rotina
O mais importante é manter a rotina: escove os dentes depois de todas as refeições e capriche na última do dia, antes de dormir.

Equilíbrio
A Páscoa é uma data atípica, onde é comum consumir mais doces que o normal, mas é necessário ter um equilíbrio. O necessário é que quanto mais chocolate, mais higiene.

Agravante
Em contrapartida, alguns dias ingerindo doces não são suficientes para as cáries surgirem. Elas são, provavelmente, frutos da falta de limpeza bucal há mais tempo – com um agravante, claro.

Regra
A recomendação é ingerir doces sempre como sobremesa, depois das refeições. Assim, o organismo já está preparado para a digestão, com tudo funcionando bem e mais salivação na boca.

Acompanhamento
Tenha o hábito de ir ao dentista regularmente. Isso evita problemas graves, como cáries que se transformam em canais, em crianças e também adultos, além de problemas gengivais pela fermentação do açúcar.

Frequência
O acompanhamento de rotina pode ser a cada três meses, tanto para crianças quanto adultos, mas se houver necessidade de tratamentos especiais, é importante que as consultas sejam com o dentista.
(Colaboração: Júlia Fernandes – Publicado no Jornal A CIdade, 24/03/2016)

Leave a comment

Inscrever-se